Cras premia vencedores do Concurso Municipal “Erradicação do Trabalho Infantil”

O Departamento de Promoção Social de Novo Horizonte premiou, nesta segunda-feira (9), os vencedores do 2˚ Concurso Municipal “Erradicação do Trabalho Infantil”. Dividido em duas categorias – desenho e frase –, o processo reconheceu os primeiros lugares com um tablet e um caderno personalizado e os segundos lugares com uma mochila e uma caixa de lápis de cor.

Segundo a diretora do Departamento de Promoção Social, Marcia Nicola Franchini, o concurso, que neste ano focou no tema “trabalho infantil não é brincadeira”, buscou sensibilizar a sociedade sobre as consequências do trabalho infantil. Lembrando que os familiares tiveram significativa participação na discussão do tema, a diretora explica que o desenvolvimento de uma política sócio assistencial depende do esforço conjunto. “A sociedade e os familiares precisam diferenciar o que é trabalho infantil e o que é ajuda. Com isso garantimos às crianças e aos adolescentes o direito de brincar, estudar, sonhar e vivenciar a própria infância”, defende.

Marcia explica que os desenhos e frases contribuem para que a equipe entenda e visualize como o tema é percebido e interpretado pelas crianças e adolescentes. “A partir da análise desses materiais gerados, nossas equipes conseguem traçar estratégias e atuar na prevenção”, resume.

Participação

Envolvendo crianças de seis a 11 anos, os quais deveriam apresentar um desenho, e adolescentes de 12 anos a 17 anos, os quais deveriam criar uma frase, o concurso teve 112 trabalhos inscritos.

Vencedores

 

Pedro Mattos Zilli – 1˚ lugar categoria desenho

Kauã Bevilaqua – 2˚ segundo lugar categoria desenho

Grabiela Alberti – 1˚ lugar categoria frase

Tiago Becker Chagas – 2˚ segundo lugar categoria frase.